quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

“2012”: Nossa Senhora anunciou que não vivemos no fim do mundo mas num preâmbulo do triunfo divino


Nossa Senhora afastou a ideia do fim do mundo na nossa época

São também numerosas as advertências de Nossa Senhora para nosso mundo revolucionário e pecador que, se não fizer penitência, atrairá sobre si grandes calamidades.

Porém, em meio a estas calamidades corretivas, sua misericórdia converterá as almas ainda sensíveis ao apelo à penitência e as conduzirá ao Reino de Maria.


Em La Salette

A Santíssima Virgem foi muito explícita nesse sentido no Segredo de La Salette, comunicado em 1846 e publicado em 1858:

domingo, 16 de dezembro de 2012

“Sou eu, Jesus... Venho te visitar”. Um conto de Natal

Pedindo esmola. Alexandre-Gabriel Decamps (1803-1860), col. part.
Pedindo esmola.
Alexandre-Gabriel Decamps (1803-1860), col. part.
Paul está sentado nas pedras frias da escadaria da Igreja de São Tiago, numa pequena cidade da Baviera (Alemanha). Como sempre, encontra-se ali pedindo esmolas.

Antes das Missas, abre a porta da igreja para os fiéis e lhes sorri amavelmente, deixando ver uma boca já praticamente sem dentes.

Ele tem 50 anos e faz parte daqueles mendigos sem teto que lutam para sobreviver. Seu corpo está consumido não somente pelo frio e pela fome, mas também pelo excesso de álcool.

Parece muito mais velho do que é na realidade. Se ao menos tivesse forças para lutar contra este vício, pensa ele continuamente... E faz o firme propósito de parar de beber.

Mas quando a noite chega e com ela a lembrança de sua família, perdida num trágico acidente, ele não resiste e recorre ao consolo da garrafa. O álcool amortece então o vazio em sua alma, pelo menos por um curto espaço de tempo.

A garrafa de vinho é sua fiel companheira e a cirrose do fígado e outras doenças vão paulatinamente consumindo seu corpo. A cor de sua face levanta suspeitas nada boas.


Paul tornou-se parte integrante da escadaria da igreja na ótica dos habitantes do bairro, mais ou menos como se fosse uma estátua. E desta forma eles o tratam.

A maior parte mal lhe presta atenção. E os que ainda se dão conta dele se perguntam até quando resistirá.

O pároco e a ajudante de pastoral ainda se preocupam com ele. Mas, sobretudo, a Irmã Petra, uma missionária jovem que vem todos os dias visitá-lo.

Ele se alegra com a visita da freira, que sempre lhe traz algo para comer. Porém até mesmo esta religiosa não consegue tirar Paul da rua.

Nem sequer na casa paroquial ele entra, seja para comer, seja para se lavar.

* * *

Todas as noites, quando escurece e ninguém mais o vê, Paul esgueira-se na igreja vazia e de luzes apagadas. Senta-se então no primeiro banco, bem diante do Tabernáculo.

E aí fica em silencio, quase sem se mover, por cerca de uma hora. Depois se levanta e sai arrastando os pés pelo corredor do centro, passa pela porta principal e desaparece na escuridão da noite.

Para onde? Ninguém o sabe. No dia seguinte, porém, lá está ele sentado novamente na escadaria, diante do portal da igreja.

E assim passavam os dias. Certa vez a Irmã Petra lhe perguntou:

— “Paul, vejo que você entra na igreja todas as noites. O que você faz aí tarde da noite? Você reza por ocaso?”

— “Não rezo”, respondeu Paul.

— “Como é que poderia rezar? Já não rezo desde o tempo em que era menino e ia às aulas de religião; esqueci todas as orações. Não me lembro mais de nenhuma. O que faço na igreja? É muito simples. Vou até o Tabernáculo, onde Jesus está sozinho em seu pequeno sacrário, e Lhe digo: ‘Jesus, sou eu, o Paul. Vim Te visitar’. E fico um pouquinho, a fim de que pelo menos alguém Lhe faça companhia”.

Veja vídeo
Natal nas canções
perfeitas: fé e ternura
CLIQUE PARA VER
Na manhã do dia de Natal, o lugar que Paul ocupou durante anos a fio está vazio.

Preocupada, a Irmã Petra começa logo a procurá-lo. E acaba por encontrá-lo no hospital que fica perto da igreja.

Nas primeiras horas da madrugada alguns passantes o haviam encontrado sem sentidos sob uma ponte e chamado a ambulância. Paul está agora no leito de doentes.

Ao vê-lo a missionária tem um choque. Paul está ligado a vários tubos, sua respiração é fraca. Sua face tem a cor amarelada típica dos moribundos.

— “A senhora é parente dele?”

A voz do médico arranca a Irmã Petra de seus pensamentos.

— “Não, mas vou cuidar dele”, responde ela espontaneamente.

— “Infelizmente não há muito que fazer, ele está morrendo”. O médico meneia apenas a cabeça e sai.

A Irmã Petra senta-se perto de Paul, toma sua mão e reza longamente. Depois, tristonha, retorna à casa paroquial.

No dia seguinte volta novamente ao Hospital, já preparada para receber a má notícia da morte de Paul...

— “Não, o que é isso?”

Ela não crê no que seus olhos vêem. Paul está sentado, ereto em sua cama, com a barba feita. Com olhos bem abertos e vivos, ele vê com alegria a freira que se aproxima. Uma expressão de inefável alegria cintila de sua face radiante.

Petra mal acredita no que está vendo e pensa:

— “É este realmente o homem que ainda ontem lutava contra a morte?”

— “Paul, é incrível o que se passou. Você está praticamente ressuscitado. Você está irreconhecível. O que aconteceu com você?”.

— “É, foi ontem à noite, pouco depois que você foi embora. Eu não estava nada bem. Porém, de repente, vi alguém de pé junto à minha cama. Belo, indescritivelmente esplendoroso... Você não pode nem imaginar! Ele sorriu para mim e me disse: ´Paul, sou eu, Jesus. Venho te visitar´”.

* * *

A partir desse dia Paul não tomou mais sequer uma gota de álcool.

A Irmã Petra lhe conseguiu um quartinho na casa paroquial e um emprego de jardineiro.

A sua vida transformou-se inteiramente desde aquele Natal.

Paul encontrou novos amigos na paróquia. E, sempre que pode, ajuda a Irmã Petra em seus afazeres. Uma coisa, porém, permaneceu a mesma:

Quando anoitece, Paul esgueira-se na Igreja, assenta-se diante do Tabernáculo e diz:

— “Jesus, sou eu, o Paul. Vim Te visitar”.

(Autor: Jürgen Wetzel. Traduzido por Renato Murta de Vasconcelos. Conto publicado in Wöchentliche Depesche christlicher Nachrichten, RU 50/2010, apud “Catolicismo”)

domingo, 2 de dezembro de 2012

A voz dos Papas aponta a vitória da Igreja sobre o Leviatã do caos universal nos dias vindouros

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs







Papas: conversão e vitória sobre o Leviatã moderno

O Vigário de Cristo, sucessor de São Pedro, é a máxima autoridade nesta matéria, a qual envolve a interpretação das Sagradas Escrituras, notadamente do Apocalipse. Para encerrarmos este artigo, nada mais apropriado que ouvir suas palavras.

S.S. Gregório XVI

Poucos anos antes da aparição de Nossa Senhora em La Salette, o Papa Gregório XVI, na encíclica Mirari Vos, de 15-8-1832, via tomar corpo as profecias do Apocalipse:
“Certamente, rompido o freio que segura os homens nos caminhos da verdade, e inclinando precipitadamente ao mal protestante sua natureza corrompida, consideramos já aberto aquele abismo (Ap 9, 3) do qual, segundo viu São João, subia uma fumaça que obscurecia o sol e expelia gafanhotos que devastavam a terra” (Apud Acción Católica Española, Colección de Encíclicas y documentos pontificios, 4ª ed., Publicaciones de la Junta Técnica Nacional, Madrid, 1955, LXI+1644+351 págs, págs. 5-6).


S.S. Pio XI

Por sua vez, S.S. o Papa Pio XI, contemplando o espetáculo do mundo, concluiu ser
“de tal maneira aflitivo, que já se poderia ver nele a aurora desse ‘início de dores’ que deve trazer ‘o adversário, aquele que se levanta contra tudo o que é divino e sagrado’ (2Tes 2,4)”. (Encíclica Miserentissimus Redemptor, Bonne Presse, t. IV, Paris, 1932, pages 110-112).

Beato Papa Pio IX
Beato Papa Pio IX
Tinham, pois, esses pontífices clara noção da gravidade do momento presente. Entretanto, nada permite afirmar que eles achassem que o mundo fosse acabar na nossa época.

S.S. Beato Pio IX

Bem ao contrário, o beato espanhol Fr. Francisco Palau y Quer, OCD (1811-1872), difundiu com insistência a carta dirigida pelo bem-aventurado Papa Pio IX a um prelado oriental que resolve a questão. Nela vemos afastadas as demagógicas teorias do fim do mundo em 2012:

“Ou o mundo – disse o santo Papa – já chegou ao fim de sua carreira e, nesse caso, caminhamos envoltos em suas ruínas rumo à mais horrível das catástrofes e essa catástrofe vai ser imediata; ou a sociedade humana vai ser restaurada, e essa restauração será obra da Providência, porque a mão do homem é impotente. Veremos com nossos olhos essa restauração, porque a dissolução social caminha tão rapidamente que o fim ou a restauração não admitem adiamento”( Apud “El Ermitaño”, nº 113, 5-1-1871).

S.S. Pio XII

S.S. Pio XII
S.S. Pio XII
Numa de suas famosas Radiomensagens, S.S. Pio XII explicou que “frente à corrente que ameaça arrastar a uma socialização total em cujo fim se tornaria pavorosa realidade a imagem terrificante do Leviatã, a Igreja travará a luta até o extremo” (Discorsi e Radiomessaggi di Sua Santità Pio XII, vol. XIV, p.314).

Entretanto a imagem escolhida pelo pontífice não é no sentido de um fim da História, mas evoca a vitória e o gáudio anunciados pelo profeta Isaías:

“Vai, povo meu, entra nos teus quartos, fecha atrás de ti as portas. Esconde-te por alguns instantes até que a cólera passe, porque o Senhor vai sair de sua morada para punir os crimes dos habitantes da terra (...) Naquele dia o Senhor ferirá, com sua espada pesada, grande e forte, Leviatã, o dragão fugaz, Leviatã, o dragão tortuoso; e matará o monstro que está no mar. (...) E serão vistos chegar os exilados da terra da Assíria, e os fugitivos espalhados pela terra do Egito. Eles adorarão o Senhor no monte santo, em Jerusalém” (Is, 26, 20-21 e 27,1 e 13).

S.S. São Pio X


O Papa São Pio X julgava, por sua vez, que a perversão hodierna das almas é
“como o prólogo dos males que devemos esperar para o fim dos tempos; ou até pode se pensar que já habita neste mundo o filho da perdição (2 Tes 2,3) (...) este é o sinal próprio do Anticristo: (...) o homem com temeridade extrema (...) consagrou a si próprio o mundo visível como se fosse seu templo para todos o adorarem. Sentar-se-á no templo de Deus, se apresentando como se fosse Deus (2 Tes 2,4.)” (S.S. São Pio X, Carta Encíclica “E Supremi Apostolatus”, in “Escritos doctrinales”, Ediciones Palabra, Madrid, Biblioteca Palabra 9, 1975, 4ª ed., 557 páginas.).
Papa São Pio X previu a futura conversão da França
Papa São Pio X previu a futura conversão da França

Entretanto, o santo Papa antevia, não o fim do mundo, mas sua futura restauração. E o deixou registrado num célebre discurso endereçado à França, a nação primogênita da Igreja.

“Dia virá – escreveu ele–, e esperamos que não esteja muito distante, em que a França, como Saulo no caminho de Damasco, será envolta por uma luz celeste e ouvirá uma voz que lhe dirá novamente:

“‘Minha filha, por que me persegues?’

“E à resposta: ‘Quem és tu, Senhor?’, a voz replicará: ‘Sou Jesus, a Quem persegues. Duro te é recalcitrar contra o aguilhão, porque em tua obstinação te arruínas a ti mesma’.

“E ela, trêmula e atônita, dirá: ‘Senhor, que queres que eu faça?’

“E Ele: ‘Levanta-te, lava as manchas que te desfiguraram, desperta em teu seio os sentimentos adormecidos e o pacto de nossa aliança, e vai, filha primogênita da Igreja, nação predestinada, vaso de eleição, vai levar, como no passado, meu nome diante de todos os povos e de todos os reis da terra”

(Alocução consistorial Vi ringrazio, de 29.11.1911, Acta Apostolicae Sedis, Typis Polyglottis Vaticanis, Roma, 1911, p. 657).

Assim enunciada, a conversão da França e seu retorno à missão de liderar as nações da Cristandade constituem a mais eloquente afirmação não só de que o mundo não está em vias de acabar, mas de que a Providência prepara uma regeneração da humanidade para uma época que só poderá ser o Reino de Maria.

Tudo o oposto do fim do mundo!

FIM


segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Hoje é a festa da Medalha Milagrosa

Hoje, 27 de novembro, é a festa da Medalha Milagrosa.

Conheça sua história e seus milagres.

Como Nossa Senhora deu a Medalha Milagrosa a Santa Catarina Labouré, na rue du Bac, em 1830.

A portentosa conversão do hebreu Ratisbonne por intermédio da Medalha Milagrosa.

Clique em algum dos links abaixo para saber mais:

domingo, 25 de novembro de 2012

“2012”: mais santos falam que não nos aproximamos do fim do mundo, mas de um triunfo divino



Sonhos e antevisões proféticas de São João Bosco

Também o grande Dom Bosco ficou famoso pelas suas luzes proféticas. Em diversos “sonhos” e cartas, ele viu e apontou a vinda de uma terrível crise na Igreja e no mundo.

Nessas ocasiões, o santo piemontês anunciou um grande triunfo da Igreja e uma era de paz que afasta qualquer veleidade de um fim do mundo próximo. E menos ainda para 2012!

Poderíamos citar vários documentos incontestáveis do fundador dos salesianos. A exiguidade do espaço nos leva a escolher um: o “sonho das duas colunas”.

domingo, 18 de novembro de 2012

“2012”: Avisos do Céu falam que hoje não vivemos o fim mas o prelúdio de um triunfo divino

Santa Catarina de Siena,  cabeça incorruta levada em procissão
Santa Catarina de Siena,
cabeça incorrupta levada em procissão

Santa Catarina de Siena: júbilo pensando na futura era da Igreja

Entre os numerosos dons concedidos por Deus a Santa Catarina de Siena (1347-1380) estava o da profecia.

O papel da santa para resolver o cisma de Avignon tornou-a famosa. Nosso Senhor explicou-lhe a razão de ser dos grandes castigos que Ele estava aplicando:

“Eu permito este tempo de perseguições para arrancar todos os espinheiros que estão em volta de minha Esposa... Após essas tribulações e angústias, Deus purgará a Santa Igreja e renovará o espírito de seus eleitos por um meio que não pode ser compreendido pelos homens. Haverá na Igreja uma reforma tão grande e uma tão feliz renovação dos santos pastores, que pensando nisso o meu espírito vibra de alegria no Senhor.

“Assim, como Eu já disse, esta Esposa que nesta hora está em andrajos e quase totalmente desfigurada, tornar-se-á maravilhosamente bela e será ornada de pedras preciosas e coroada com todas as virtudes.

“Todas as nações exultarão vendo-se governadas por pastores tão santos; e os povos infiéis, atraídos pelo bom odor de Jesus Cristo ao rebanho católico, converter-se-ão ao Pastor verdadeiro, vigilante guardião de suas almas. Portanto, agradecei ao Senhor porque após esta tempestade Ele dará um grandíssima tranquilidade à Sua Igreja” (apud, “Vita Sanctae Catharina Senensis”, Fr. Raymundo a Capua, p. II, cap. X, in R. P. Alphonse Capecelatro, “Histoire de Sainte Catherine de Sienne et de la Papauté de son temps”, Librairie de Mme Ve Poussielgue-Rusand, Paris, 1863, 624 págs, págs. 354-355).

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

“Profecias” sobre o “fim do mundo” em 2012 e alarmismo danoso





Estaríamos nas vésperas do início do fim do mundo?

Confusas e contraditórias “profecias” – misturando argumentos pseudocientíficos, exageros, superstições, Nova Era e Science fiction – dizem que sim e apontam para o ano de 2012.

Alguém poderia perguntar se, em meio a tanta charlatanice, não haveria nelas algum conteúdo de verdade.

De fato, os tsunamis de desordem e imoralidade que assolam a Terra inteira não poderiam ser interpretados como o início dos formidáveis abalos morais e celestiais de que fala o Apocalipse?

“Um grande terremoto, o sol se escureceu como um tecido de crina, a lua tornou-se toda vermelha como sangue e as estrelas do céu caíram na terra, como frutos verdes que caem da figueira agitada por forte ventania. O céu desapareceu como um pedaço de papiro que se enrola e todos os montes e ilhas foram tirados dos seus lugares” (Ap. 6-12ss).

domingo, 4 de novembro de 2012

Imagens católicas milagrosamente poupadas pelas tempestades nos EUA

Capa "The Wall Street Journal" 31/10/2012
Capa do "The Wall Street Journal" 31/10/2012




O blog "Luzes de Esperança" publicou relevante matéria sobre as manifestações extraordinárias de proteção de imagens de Nossa Senhora e de Santo Antônio, durante as tempestades que devastaram os EUA.

Os leitores facilmente perceberão a relação existente entre os fatos ali relatados e os temas que habitualmente abordamos em "A Aparição de La Salette e suas profecias".

Reproduzimos a continuação a matéria do blog "Luzes de Esperança":


 
Imagens de Nossa Senhora milagrosamente poupadas pelas tempestades nos EUA

Dover, New Jersey: a imensa árvore rachou  justo acima da cabeça de Nossa Senhora mas nem a tocou.  "É um milagre dizem os vizinhos"
Dover, New Jersey: a imensa árvore rachou
justo acima da cabeça de Nossa Senhora mas nem a tocou.
"É um milagre dizem os vizinhos"
As tempestades que atingiram a costa leste dos EUA, causaram ingentes danos materiais e também perdas de vidas.

Porém, a imensidão da capacidade destrutiva desses fenômenos naturais nada foi diante do poder de Nossa Senhora.

É o que pensam, por exemplo, os habitantes da cidade de Dover, no estado de New Jersey, atingidos por uma inesperada tempestade na noite de nove para dez de junho deste ano.

Eles puderam contemplar atônitos uma colossal árvore que rachou e caiu sem causar um arranhão sequer a uma imagem de Nossa Senhora que se encontrava debaixo dela.

Um vídeo produzido pela NBC exibe de diversos ângulos a imagem de Nossa Senhora e o grau de periculosidade da grande árvore caída.

A tempestade danificou residências e carros no bairro, mas a família dona da imagem está certa de que Nossa Senhora salvou suas vidas, pois se a árvore tivesse caído sobre a casa, esta teria sido esmagada.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Fim da aparição. Nossa Senhora sobe ao Céu

Sobre o fim do Anticristo, Mélanie disse ao Pe. E. Combe que, numa ocasião, em que ele tentará ascender ao céu,

“São Miguel Arcanjo aparecerá com um exército de anjos de um esplendor sem igual, bradando: “Quem é como Deus? Quis ut Deus?”.

“Imediatamente os demônios perderão seu luzimento e sua força e se afastarão do Anticristo, que eles sustentavam com seu poder.

“Um fogo imenso sairá da terra entreaberta sob os pés dos espectadores da primeira fileira, dispostos segundo sua dignidade e opulência.

“Eles serão engolidos junto com o Anticristo e os demônios, por vasta cratera que se fechará depois sobre eles”.

Após pronunciar as palavras que encerram o segredo, Nossa Senhora comunicou a Mélanie a regra dos Apóstolos dos Últimos Tempos e continuou com a parte pública da revelação.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

No fim do mundo, Deus enviará Henoc e Elias

O profeta Santo Elias
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Imediatamente após a conclamação dos apóstolos dos últimos tempos, o Segredo de La Salette destaca o papel que desempenharão Henoc e o profeta Elias nos horizontes proféticos acenados por Nossa Senhora no local de La Salette.

O Apocalipse ensina que no fim dos tempos Deus enviará duas testemunhas a combater o Anticristo (Ap, XI,3-ss.).

Segundo uma interpretação defendida por santos e exegetas tradicionais, essas testemunhas seriam o profeta Elias e o patriarca Henoc.

Eles estariam conservados num local ignoto e seriam enviados à Terra para uma pregação derradeira antes do fim do mundo.

Santo Elias, Monte Carmelo, Terra Santa
Santo Elias, Monte Carmelo, Terra Santa
Em favor de que Elias seja uma das duas testemunhas, poderia-se invocar as palavras do profeta Malaquias:

“Eis que vos enviarei o profeta Elias antes que chegue o dia do Senhor, grande e terrível.

“Ele converterá o coração dos pais para os filhos e o coração dos filhos ao dos pais, para que não chegue eu e entregue a Terra toda ao anátema” (Mal, 3, 23-24).

Prossegue então o segredo referindo-se às testemunhas:

“A Igreja será eclipsada, o mundo estará na consternação.

“Mas eis Henoc e Elias cheios do Espírito de Deus. Eles pregarão com a força de Deus, os homens de boa vontade acreditarão em Deus e muitas almas serão consoladas.

“Eles farão grandes progressos, pela virtude do Espírito Santo, e condenarão os erros diabólicos do Anticristo.

“Ai dos habitantes da Terra! Haverá guerras sangrentas e fome, peste e doenças contagiosas. Haverá chuvas feitas de saraivadas espantosas de animais, trovoadas que abalarão as cidades, terremotos que engolirão países.

São João contempla a segunda vinda de Cristo
São João contempla a segunda vinda de Cristo
no Fim do mundo
“Ouvir-se-ão vozes pelos ares. Os homens baterão as cabeças contra as paredes. Pedirão a morte, e por outro lado a morte será seu suplício. O sangue correrá de todo lado.

“Quem poderá resistir, se Deus não diminuir o tempo da prova?

“Deus se deixará dobrar pelo sangue, lágrimas e orações dos justos.

“Henoc e Elias serão mortos. Roma pagã desaparecerá. O fogo do céu cairá e consumirá três cidades.

“Todo o universo será tomado de terror, e muitos se deixarão seduzir, porque não adoraram o verdadeiro Cristo vivo entre eles.

“Chegou a hora, o sol se obscurece, só a fé viverá.

“Chegou o tempo, o abismo se abre. Eis o rei dos reis das trevas, eis a Besta com seus súditos, dizendo ser o salvador do mundo.

“Ele se elevará orgulhosamente nos ares para ir até o céu. Será asfixiado pelo sopro de São Miguel Arcanjo. Cairá.

“E a Terra, que durante três dias terá estado em contínuas evoluções, abrirá seu seio cheio de fogo.

“Ele será submerso para sempre, com todos os seus, nos despenhadeiros eternos do inferno.

A besta que sai do abismo
A besta que sai do abismo
“Então a água e o fogo purificarão a Terra e consumirão todas as obras do orgulho dos homens, e tudo será renovado.

“Deus será servido e glorificado”.

Termina aqui o Segredo, que foi transcrito integralmente nos nossos posts.

Segundo os padres Laurentin e Corteville a imagem de “chuvas feitas de saraivadas espantosas de animais” “pode significar o desencadeamento multiforme, discreto mas eficaz, do demônio nos nossos dias”.

De fato, a imagem poder-se-ia aplicar, mutatis mutandi, ao caos hodierno e às monstruosas situações que ele gera quotidianamente, e que chovem sobre a humanidade em grandes quantidades, por exemplo, através da mídia.

Sobre a liquidação do Anticristo, Mélanie disse ao Pe. E. Combe que, no momento em que ele tente ascender ao céu:

“São Miguel Arcanjo aparecerá com um exército de anjos de um esplendor sem igual, bradando: “Quem é como Deus? Quis ut Deus?”.

“Imediatamente os demônios perderão seu luzimento e sua força e se afastarão do Anticristo, que eles sustentavam com seu poder.

“Um fogo imenso sairá da terra entreaberta sob os pés dos espectadores da primeira fileira, dispostos segundo sua dignidade e opulência.

“Eles serão engolidos junto com o Anticristo e os demônios, por vasta cratera que se fechará depois sobre eles”.


segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Mélanie, Maximin e os Apóstolos dos Últimos Tempos

Túmulo de S. Luís Maria Grignion de Montfort, St-Laurent-sur-Sèvre
Dos videntes de La Salette, Mélanie foi quem mais se estendeu sobre os apóstolos dos últimos tempos.

Mélanie teve uma visão sobre tais Apóstolos, e Nossa Senhora também ditou-lhe uma regra para eles. Nota distintiva dos apóstolos dos últimos tempos seria seu espírito de luta contra os males morais verberados por Nossa Senhora em La Salette.

Mélanie relatou:
“Eu vi e compreendi que o bom Deus queria que esta ordem lutasse contra os abusos que levaram à decadência do clero e do estado religioso e à ruína da civilização cristã”.

Houve tentativas, todas elas infrutíferas, por parte de Mélanie e outros, de fundar ou, pelo menos, deixar estabelecidos fundamentos para a instauração do instituto dos apóstolos dos últimos tempos.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

13 de outubro de 1917: sexta e última aparição em Fátima. O milagre do sol:


Como das outras aparições, os videntes notaram o reflexo de uma luz e, em seguida, Nossa Senhora sobre a carrasqueira:

Lúcia: “Que é que Vossemecê me quer?”

Nossa Senhora: “Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o terço todos os dias. A guerra vai acabar e os militares voltarão em breve para suas casas”.

Lúcia: “Eu tinha muitas coisas para Lhe pedir. Se curava uns doentes e se convertia uns pecadores...”

Nossa Senhora: “Uns sim, outros não (14). É preciso que se emendem, que peçam perdão dos seus pecados”. E tomando um aspecto triste: “Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido” (15).

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

São Luís Maria Grignion de Montfort e os Apóstolos dos Últimos Tempos

São Luís Maria ensinou a escravidão de amor a Nossa Senhora e  anunciou a vinda dos Apóstolos dos Últimos Tempos
São Luís Maria ensinou a escravidão de amor a Nossa Senhora e
anunciou a vinda dos Apóstolos dos Últimos Tempos




Santos da maior envergadura viram profeticamente a vinda desses Apóstolos dos Últimos Tempos anunciados por Nossa Senhora em La Salette.

Nenhum tratou deles tão profundamente como São Luís Maria Grignion de Montfort.

Na Oração Abrasada ele pede a Deus:

“Lembrai-vos, Senhor, lembrai-vos da vossa Congregação que desde o princípio vos pertenceu, e em que pensastes desde toda a eternidade. (...)

“Suscitai homens de vossa destra, tais quais mostrastes a alguns de vossos maiores servos, a quem destes luzes proféticas, a um São Francisco de Paula, a um São Vicente Ferrer, a uma Santa Catarina de Siena, e a tantas outras grandes almas” .

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Nossa Senhora e os Apóstolos dos Últimos Tempos

Cruzeiro nos Alpes

Após descrever as linhas mestras do acontecer humano até o encerramento da história, Nossa Senhora introduziu no segredo um elemento novo.

Ela conclamou o aparecimento dos Apóstolos dos Últimos Tempos, uma legião de santos – ou uma ordem religiosa original – que há de ser suscitada pela Providência Divina para combater e derrotar a iniqüidade revolucionária e sustentar o futuro Reino de Maria.

Assim diz o segredo:

“Eu dirijo um premente apelo à Terra. Apelo aos verdadeiros discípulos do Deus vivo que reina nos Céus. Apelo aos verdadeiros imitadores de Jesus Cristo feito homem, o único e verdadeiro Salvador dos homens.

“Apelo aos meus filhos, meus verdadeiros devotos, aqueles que se deram a mim para que eu os conduza a meu divino Filho, aqueles que levo por assim dizer nos meus braços, que vivem de meu espírito.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Desgraças nos tempos do Anticristo e perseverança dos fiéis

O demônio instrui o Anticristo. Luca Signorelli, catedral de Orvieto
Prossegue o segredo:

“Um precursor do Anticristo, com tropas de várias nações, guerreará contra o verdadeiro Cristo, único Salvador do mundo, derramará muito sangue e tentará aniquilar o culto de Deus, para se fazer cultuar como um deus”.

“A Terra será atingida por toda espécie de flagelos (além da peste e da fome, que serão gerais). Haverá guerras até a última guerra, que será movida pelos dez reis do Anticristo, cujo objetivo será o mesmo e serão os únicos a governarem o mundo.

“Antes que isto aconteça, haverá uma espécie de falsa paz no mundo. Não se pensará em outra coisa, senão em se divertir. Os maus se entregarão a toda sorte de pecados.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Nossa Senhora Rainha destronada que implora nossa oração

La Salette, Nossa Senhora rainha destronada
Uma dama, ou uma bela dama. Assim ficou gravada nos meninos a imagem da Santíssima Virgem.

Uma grande senhora. Mélanie prestou muita atenção nas roupas e símbolos que Ela usava.

Daí foi possível aos artistas elaborar as imagens de Nossa Senhora no local da aparição.

Elas serviram de modelo para as outras em todo o mundo.

Era uma senhora coroada de flores, que Mélanie e Maximin encontraram sentada sobre o paraíso, chorando com o rosto nas mãos.

Nossa Senhora, embora merecendo todos os tronos da Terra, parecia só ter encontrado aquele florido banquinho de pedra para se sentar.

Estava como uma rainha destronada, que percorre seu reino em prantos, à procura de quem queira lhe ser fiel.

Os pastorinhos se aproximaram com entusiasmo e candura. Não tinham idéia do que ouviriam.

Muito do que Nossa Senhora tratou nem sequer tinha passado pela suas infantis inteligências até aquele momento.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

166º aniversário da aparição de Nossa Senhora em La Salette

Há 166 anos, em 19 de setembro, Nossa Senhora apareceu em La Salette e deixou uma mensagem
Há 166 anos, em 19 de setembro, Nossa Senhora apareceu em La Salette e deixou uma mensagem
Num 19 de setembro, há exatamente 166 anos, Nossa Senhora apareceu em La Salette.

Ela deixou uma mensagem da mais alta importância. Essa mensagem, mais conhecida como o Segredo de La Salette, encontra-se transcrita na integridade e em diversas línguas neste blog.

Enquanto Nossa Senhora falava, o magnífico panorama alpino do local se transformou. E as crianças viram nele a efetivação do que Nossa Senhora dizia.

Mas, Nossa Senhora falou também pelo olhar. E disse coisas que as palavras são insuficientes para transmitir.

Mélanie descreveu assim esse olhar de Nossa Senhora:

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Crise e queda do Reino de Maria profetizada na aparição da Montanha Santa de La Salette

Entretanto o Reino de Maria terá seu fim, como toda era histórica. Ele será encerrado por nova decadência. Continua o segredo:

“Esta paz entre os homens não será longa. Vinte e cinco anos de safras abundantes lhes farão esquecer que os pecados dos homens são a causa de todas as desgraças que sucedem na terra”.

O que significa, em unidades de tempo, que essa época pacífica “não será longa”?

Mélanie esclareceu que essa era de paz duraria um “número bastante grande de gerações”.

Habitualmente se calcula 25 anos por geração. O que seria um “número bastante grande” delas para Mélanie? 20? 30? 40? Ou seja, 500, 750, 1000 anos?

Uma certa indefinição fica pairando, provavelmente ligada à fidelidade dos homens. Quanto maior for esta, mais longa será a era de paz.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Triunfo da Igreja nas almas, reinado do Evangelho





Após a divina intervenção, usando os anjos e a natureza como instrumentos eficazes para extinguir o mal na Terra e restaurar a ordem eclesiástica e temporal, o segredo de La Salette aponta para uma era em que a Igreja reinará sobre a Cristandade restaurada.

“Então será feita a paz, a reconciliação de Deus com os homens. Jesus Cristo será servido, adorado e glorificado. A caridade florescerá por toda parte.

“Os novos reis serão o braço direito da Santa Igreja, a qual será forte, humilde, piedosa, pobre, zelosa e imitadora das virtudes de Jesus Cristo.

“O Evangelho será pregado por toda parte e os homens farão grandes progressos na fé, porque haverá unidade entre os operários de Jesus Cristo e os homens viverão no temor de Deus”.

Esta previsão do triunfo da Igreja tem uma harmonia admirável com o Reino de Maria profetizado por São Luís Grignion de Montfort, grande doutor mariano do século XVIII, que anteviu profeticamente os Apóstolos dos Últimos Tempos:

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Conversão de uma grande nação protestante

São Paulo da Cruz também teve
uma inspiração para rezar pela conversão de Inglaterra
na festa de São Tomás de Canterbury, 29-12-1720
Na magna conversão anunciada em La Salette terá destaque uma grande nação do norte. Maximin, em 1851 disse dela:

“Um grande país no norte da Europa, hoje protestante, se converterá. Pelo apoio desta nação todos os outros países se converterão”.

Na versão de 1853, Maximin escreveu que este país seria a Inglaterra.

São João Bosco informou ao Papa Pio IX uma visão análoga de São Domingos Sávio sobre o retorno da Inglaterra ao catolicismo.

O venerável Bartolomeu Holzhauser, célebre por seus dons proféticos, também previu esta conversão. Em 1665 ele esteve com Carlos II da Inglaterra em Geisheim, quando o rei retornava a seu país após a decapitação de seu antecessor Carlos I.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Continua o segredo: intervenção dos anjos e triunfo inaudito da Igreja

Após anunciar os castigos que acarretarão entre outras coisas, a destruição futura de Paris, Marselha e grandes cidades, o segredo prossegue anunciado um triunfo inaudito da Igreja:

“Os justos sofrerão muito. Suas orações, sua penitência e suas lágrimas subirão até o céu e todo o povo de Deus pedirá perdão e misericórdia. E pedirá minha ajuda e intercessão.

“Jesus Cristo, por um ato de sua justiça e de sua grande misericórdia em relação aos justos, ordenará a seus anjos que dêem morte a todos os seus inimigos.

“De repente os perseguidores da Igreja de Jesus Cristo e todos os homens entregues ao pecado perecerão, e a Terra tornar-se-á como um deserto”.

Na redação de 1851, depois de anunciar a apostasia de três quartos da França, Maximin escreveu:
“Após isso as nações converter-se-ão, a fé se reacenderá por todo lado. Mas antes que isto advenha, acontecerão grandes abalos na Igreja e por todo lado”.

Tudo considerado, junto com o aniquilamento dos maus, hão de se completar as conversões dos que serão salvos.

Mas como poderiam acontecer estas conversões em meio a uma humanidade tão pecadora e tão punida?

Mélanie confidenciou ter recebido luzes de Nossa Senhora a respeito. Porém não podia dá-las a conhecer.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Intervenção divina quando tudo parecer perdido

Mélanie foi interrogada pelo engenheiro Benjamin Dausse no dia em que ela entregou o segredo ao bispo de Grenoble para ser enviado ao Beato Pio IX.

La Salette , imagens cobertas de neve
Neve cobre as imagens no local da aparição.
As imagens têm tamanho natural,
mas fortes neves são freqüentes
Depois de ter pintado o quadro de pecado e maldade dos homens em nossa época histórica, Nossa Senhora passou a mostrar a futura conversão da humanidade:
“Ao primeiro golpe de sua espada fulgurante [refere-se a Deus], as montanhas e a natureza inteira tremerão de espanto, porque as desordens e os crimes dos homens traspassarão a abóbada celeste. Paris será queimada, e Marselha engolida [pelas águas].

“Várias grandes cidades serão abaladas e tragadas por tremores de terra. Crer-se-á que tudo está perdido. Só se verão homicídios, e se ouvirão apenas ruídos de armas e blasfêmias”.

Sobre a destruição de Paris

A referência à destruição de Paris, capital francesa, obviamente fez sensação.

Nossa Senhora apareceu chorando com as mãos no rosto.
Imagem em tamanho natural no local da aparição.
Nos anos 1847-1848 Mélanie deixou escapar repetidamente o gemido:

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Assunção de Nossa Senhora: o momento de maior glória dEla na Terra

Assunção, detalhe iluminura s. XV.
Columbia University, UTS MS 049



“A Imaculada Mãe de Deus, a sempre Virgem Maria, terminado o curso de sua vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celestial”

Com essas imorredouras palavras, o Santo Padre Pio XII definiu o dogma da Assunção da Santíssima Virgem ao Céu em corpo e alma, solenemente proclamado no dia 1º de novembro de 1950, pela Constituição dogmática “Munificentissimus Deus”.

A solene proclamação desse augusto dogma veio coroar séculos de devoção a Nossa Senhora enquanto tendo sido levada aos Céus em corpo ressurreto e alma.

Na difusão desta verdade e desta devoção a Idade Média deu um contributo fundamental.

Assumpta est Maria, col. De Ricci, MS 090, f. 1.
A fé na Assunção vem dos tempos apostólicos. As primeiras referências escritas se encontram na liturgia oriental que no século IV já comemorava a subida ao Céu de Nossa Senhora na festa da “Lembrança de Maria”.


A festa passou a ser denominada “Dormição de Maria” no século VI e o imperador bizantino Maurício fixou a data de 15 de agosto, apenas confirmando um costume pré-existente.

Diversos Padres e Doutores da Igreja forneceram a justificação teológica. Mas, a doutrina da Assunção de Nossa Senhora foi verdadeiramente aprofundada nos tempos medievais.

No século XII o tratado Ad Interrogata, atribuído incorretamente a Santo Agostinho defendeu a assunção corporal da Mãe de Deus.

Santo Tomás de Aquino e outros grandes teólogos medievais declararam-se decisivamente em favor desta verdade.

Coroando estas aspirações, no século XVI, o Papa São Pio V reformou o Breviário e incluiu orações que defendiam essa verdade largamente espalhada nos séculos medievais precedentes.

Ouça: Maria subiu ao Céus (Assumpta est Maria in Coelo. Vésperas. Gregoriano)

In festo Assumptionis B M Virginis,
Columbia University, UTS MS 15.
Não espanta pois que quando o Papa Pio XII consultou o episcopado do mundo em 1946 na carta Deiparae Virginis Mariae, a resposta quase unanime é que deveria ser proclamada dogma.
“O dogma da Assunção de Nossa Senhora foi ardentemente desejado pelas almas católicas do mundo inteiro, porque é mais uma das afirmações a respeito da Mãe de Deus que A coloca completamente fora de paralelo com qualquer outra mera criatura e justifica o culto de hiperdulia que a Igreja lhe tributa.

“Nossa Senhora teve uma morte suavíssima, tão suave que é qualificada pelos autores, com uma propriedade de linguagem muito bonita, a “Dormição da Bem-Aventurada Virgem Maria” (Dormitio Beatae Mariae Virgine), indicando que Ela teve uma morte tão suave, tão próxima da ressurreição que, apesar de constituir verdadeira morte, entretanto é mais parecida a um simples sono.

“Nossa Senhora, depois da morte, ressuscitou como Nosso Senhor Jesus Cristo, foi chamada à vida por Deus e subiu aos Céus na presença de todos os Apóstolos ali reunidos, e de muitos fiéis.

“Essa Assunção representa para a Virgem Santíssima uma verdadeira glorificação aos olhos dos homens e de toda a humanidade até o fim do mundo, bem como proêmio da glorificação que Ela deveria receber no Céu.
Assunção de Nossa Senhora, iluminura s. XV.
Columbia University, UTS MS 049
“A Igreja triunfante inteira vai recebê-la, com todos os coros de anjos; Nosso Senhor Jesus Cristo a acolhe; São José assiste à cena; depois Ela é coroada pela Santíssima Trindade.

“É a glorificação de Nossa Senhora aos olhos de toda a Igreja triunfante e aos olhos de toda a Igreja militante.

“Com certeza, nesse dia, a Igreja padecente também recebeu uma efusão de graças extraordinárias.

“E não é temerário pensar que quase todas as almas que estavam no Purgatório foram então libertadas por Nossa Senhora nesse dia, de maneira que ali houve igualmente uma alegria enorme. Assim podemos imaginar como foi a glória de nossa Rainha.

“Algo disso repetir-se-á, creio, quando for instaurado o Reino de Maria, quando virmos o mundo todo transformado e a glória de Nossa Senhora brilhar sobre a Terra”.