domingo, 27 de janeiro de 2013

Maus católicos sentem-se denunciados pela mensagem de La Salette

Decapitação de Luis XVI: revolucionários e maus católicos estavam aliados
Decapitação de Luis XVI: revolucionários e maus católicos estavam aliados
Rapidamente cresceu o interesse nacional pela aparição, sob o bafejo da graça. Mas tinha também explicações naturais.

A França estava dividida do ponto de vista religioso e político. Havia católicos que se diziam liberais ou sociais.

Eram os precursores do movimento que hoje semeia a desordem na Igreja, conhecido também como progressismo.

Estavam conluiados com os propagandistas do igualitarismo libertino, laicista e anticatólico da Revolução Francesa de 1789.

Eles exploravam e favoreciam atritos sociais e queriam subverter a Igreja por dentro. Tornavam relativa sua moral e insistiam nas questões sociais que eles distorciam bastante.

Neste ponto ecoavam os argumentos dos socialistas, comunistas ou marxistas, dizendo por vezes se opor a eles. E outras vezes nem isso. Em política faziam uma convergência com uma democracia revolucionária, laicista, igualitária, imoral e visceralmente anticristã. Era a democracia revolucionária imoral e anticristã, filha da Revolução Francesa.

São Pio X condenou depois os erros desses maus católicos na Encíclica Pascendi Dominici Gregis, e especialmente na Carta Apostólica Notre Charge Apostolique.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Após a aparição em La Salette: comoção no clero e no povo

Hotel de la Poste em Corps: centro de reunião pois lá chegavam as carruagens e os jornais
Hotel de la Poste em Corps: centro de reunião pois lá chegavam as carruagens e os jornais
Os dois videntes narraram o acontecido ao Pe. Jacques Perrin, pároco de La Salette. Este, ouvindo o relato, comoveu-se até o pranto.

Ele batia no peito, exclamando: “Meus filhos, estamos perdidos, Deus vai nos punir. Ah, meu Deus, foi a Santa Virgem que apareceu para vocês”.

Nessa hora o sino tocou para o início da missa. Ele então fez um sermão que emocionou vivamente os paroquianos.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

“As aparições de La Salette”: uma mensagem do webmaster

2012 encerrou-se há uma semana. 2013 avança.

O que é que o novo ano nos deparará?

Uma saudade profunda palpita nos subsolos psicológicos, morais e religiosos da humanidade de tantas almas... tal vez seja o caso dos prezados leitores deste blog...

E essa saudade pede um retorno à verdadeira ordem. Portanto, à ordem católica, à civilização cristã.

Será que essa saudade se tornará feliz realidade em 2013?

Ou, pelo contrário, assistiremos – e seremos de alguma maneira atingidos – ao agravamento da marcha rumo ao esboroamento que predominou na espécie de Torre de Babel que foi o ano de 2012?

Seja o que for, aconteça ou que acontecer, nosso olhar deve permanecer voltado esperançoso e confiante em Nossa Senhora.